Feira de Negócios da ACIFI terá impostômetro e “Feirão do Imposto”

(ACIFI, em 24 de setembro de 2010)

A 2ª. Feira de Negócios da ACIFI, a ser realizada entre os dias 20 a 23 de outubro, terá muitas novidades este ano, dentre elas, o Feirão do Imposto e um Impostômetro – Sistema Permanente de Acompanhamento das Receitas Tributárias que registra o quanto o brasileiro para em impostos a cada segundo. As duas ações serão desencadeadas pelo Conselho do Jovem Empreendedor (Cojefi), numa parceria com o Observatório Social de Foz do Iguaçu.
Tanto o impostômetro como o Feirão do Imposto são iniciativas que visam informar o consumidor sobre o valor pago de imposto em cada produto adquirido. O primeiro Feirão do Imposto foi lançado em 2003, na cidade de Joinville, Santa Catarina, e se tornou uma ação nacional desenvolvida anualmente pela Confederação Nacional dos Jovens  Empreendedores  (CONAJE). Neste sábado, a confederação promove sua sétima edição do Feirão do Imposto, realizando simultaneamente a ação em 80 localidades brasileiras.
O principal objetivo é destacar a luta para a redução da carga tributária brasileira, tema que rege a pauta das organizações brasileiras e é relevante no cotidiano político empresarial nacional. Para que seja de fácil assimilação, o feirão dispõe de produtos dos mais variados, inserindo informações em cada um deles sobre quanto está embutido de imposto. Segundo acompanhamento feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o brasileiro – incluindo as crianças – pagou R$ 3.198 de imposto no primeiro semestre deste ano, valor 18% superior ao mesmo período de 2009, quando cada pessoa desembolsou R$ 2.711 em impostos.
O Feirão do Imposto a ser montado no estande do Cojefi, na Feira de Negócios, contará com ambientes que simulam uma residência comum, com produtos utilizados na rotina do dia a dia do consumidor, incluindo desde alimentos, peças do vestuário, produtos de higiene pessoal e móveis. Assim, circulando por um ambiente semelhante ao seu próprio lar, o visitante da feira poderá perceber a alta carga tributária incidente cada item consumido.
“A ideia é demonstrar o valor líquido e a carga tributária em cada um desses produtos, sensibilizado o consumidor e induzindo-o a uma reflexão sobre os impostos arrecadados e a contrapartida que o estado dá à sociedade”, afirmou o presidente do Cojefi, Igor Fuchshuber.
 
Impostômetro
Já a instalação do Impostometro (Sistema Permanente de Acompanhamento das Receitas Tributárias) acontecerá dentro do pavilhão para exposição da Feira de Negócios da ACIFI, montado no Hotel Golden Tulip Internacional. O painel será montado em local bastante visível para que os participantes da feira possam conferir a evolução dos impostos pagos a cada segundo.
A ideia, conforme Igor Fuchshuber, é montar um painel com a reprodução da contagem que é atualizada instantaneamente pelo próprio Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, numa parceria com a Associação Comercial do Estado de São Paulo. Do dia 1º de janeiro até às 17h40 de terça-feira, os brasileiros pagaram mais de R$ 870,9 bilhões em impostos, e os iguaçuenses, R$ 113,7 milhões.
 
Feira de Negócios
A 2ª. Feira de Negócios da ACIFI é coordenada pelo Conselho da Mulher Empresária e Executiva, cuja presidência está a cargo da empresária Tereza Dantas. Em quatro dias de evento, os associados terão a oportunidade de ampliar o leque de contatos e negócios, através da exposição dos produtos e serviços e nas rodadas de negócios.
Para o público a feira é igualmente atraente e produtiva, pois além de poder conferir todos os produtos da feira de exposições, o visitante poderá participar de várias palestras, dentre elas com o renomado consultor Max Gheringer, além de Clóvis Tavares e Altemir Farinhas. E conferir um desfile de modas organizado por acadêmicos do Curso de Design de Modas. A feira termina com o saboroso Festival do Morango, promovido pela a Associação das Senhoras Rotarianas.