TRE impede ACIFI de divulgar pesquisa eleitoral

(ACIFI, em 22 de setembro de 2010)

Por determinação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que acatou pedido de liminar da Coligação Novo Paraná (PRB – PP – PTB – PSL – PTN – PPS – DEM – PSDC – PHS – PMN – PTC – PSB – PRP – PSDB), encabeçada pelo candidato a governador Beto Richa (PSDB), a comissão Eleições 2010 não poderá divulgar a pesquisa eleitoral contratada ela ACIFI ao Ibope.
A informação foi transmitida na noite de terça-feira pelo IBOPE, responsável pela coleta dos dados. Até a tarde desta quarta-feira, dia 22, o Ibope não havia repassado para a ACIFI as cópias relativas aos autos do processo.
Sabe-se que a Coligação Novo Paraná entrou com pedido de liminar para impugnação da pesquisa, concedida pelo TRE na noite de sexta-feira. O instituto fez a apelação junto ao TRE, mas não conseguiu reverter a situação.
O presidente do Conselho Superior Deliberativo da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu ACIFI, Danilo Vendruscolo, que coordena os trabalhos da comissão formada pela ACIFI e mais 23 entidades para lutar pelo aumento da representatividade de Foz do Iguaçu e do Extremo Oeste e pelo comprometimento dos candidatos com as propostas da região, recebeu representantes de partidos políticos, candidatos e na noite de segunda-feira, um dia antes da impugnação. A reunião estava agendada desde a semana passada e seria para divulgação dos resultados da pesquisa.
“Temos feito um trabalho intenso, bem intencionado, transparente, sério, honesto. É uma pena que não fomos bem compreendidos do objetivo desse trabalho. Quem sabe o dia que tivermos o voto distrital, talvez a gente possa mudar essa realidade”, lamentou
Vendruscolo explicou que a campanha surgiu pela necessidade de a região ter maior representatividade na esfera federal. Foz elegeu apenas um deputado federal em sua história, em meados da década de 80, durante a Assembleia Nacional Constituinte. Depois disso, apenas suplentes ocuparam temporariamente as cadeiras na Câmara Federal.
A pesquisa eleitoral era considerada o tripé da campanha que tem como objetivo conscientizar o eleitor sobre a importância da representatividade de Foz e Extremo Oeste na esfera federal. Além disso, a comissão trabalha pelo comprometimento dos candidatos com 18 reivindicações da sociedade organizada. Outra ação da campanha prosseguirá após o processo eleitoral, acompanhando as ações dos possíveis eleitos com votos em Foz e região, e exigindo que os candidatos defendam projetos e programas de desenvolvimento regional.
A comissão pretende se reunir nas próximas horas para definir os rumos da ação após a impugnação da pesquisa.
O IBOPE realizou 700 entrevistas entre os dias 15, 16 e 17, nos municípios de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha, São Miguel, Medianeira, Missal e Itaipulândia.