ACIFI notifica Ibope por pesquisa impugnada

(ACIFI, em 1 de outubro de 2010)

A Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu – ACIFI, através de sua diretoria, vem informar aos seus associados que notificou extrajudicialmente o IBOPE postulando pela devolução dos valores adiantados na pesquisa eleitoral contratada para embasar a campanha Vivo Aqui! Voto em candidato federal daqui!
A diretoria recorda que a pesquisa eleitoral encomendada ao IBOPE, por ordem judicial, não pôde ser divulgada, infelizmente, por falha na metodologia adotada pelo instituto. A coligação do candidato ao governo do Estado, Beto Richa (Coligação Novo Paraná) ingressou com ação judicial alegando falha na metodologia de pesquisa com relação à abordagem feita aos candidatos à Deputado Estadual e Federal, em função da apresentação equivocada – segundo decisão da Justiça – de um disco contendo o nome de todos os candidatos na pesquisa espontânea, o que não poderia ter sido feito, segundo alegação. 
O Juiz Dr. Nicolau Konkel Junior acatou integralmente a decisão da impetrante, concedendo liminar e confirmando a sentença nos mesmos moldes.
Essa atitude inviabilizou totalmente a divulgação da pesquisa eleitoral, maior e único interesse da ACIFI na Campanha lançada pela entidade, fato sempre informado ao IBOPE em todas as correspondências eletrônicas “trocadas” entre as partes.
Ainda, é de se salientar que a ACIFI não possui qualquer responsabilidade na forma de realizar a pesquisa, eis que somente fez a contratação do conhecido Instituto.
Considerando ainda que a situação é irreversível, visto que o IBOPE não recorreu da sentença que proibiu a divulgação da pesquisa encomendada pela ACIFI, a diretoria da associação decidiu pela notificação extrajudicial ao IBOPE, postulando a devolução dos valores adiantados na pesquisa. Na notificação, o instituto foi informado que a ACIFI não mais pagará qualquer quantia, tendo em vista a inequívoca falha na prestação de serviços daquela empresa.
A diretoria também estuda, se for o caso, o ingresso de medida judicial postulando, além do recebimento do valor adiantado, o não pagamento de qualquer quantia a mais que eventualmente possa ser cobrada. E ainda requererá indenização por danos morais tendo em vista que era conhecimento daquela instituição a intenção precípua da instituição em fazer a divulgação da pesquisa, sendo garantido que a mesma seria concluída e divulgada com sucesso.
A impossibilidade da divulgação frustrou totalmente as expectativas da Diretoria e de todos os associados, causando uma decepção imensa a todos os envolvidos no projeto que se lançou com intenção tão nobre, a de mostrar à população as chances reais de elegibilidade dos candidatos que se lançaram em Foz do Iguaçu.
A Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu permanece à disposição dos associados para qualquer outro esclarecimento.