Feira da ACIFI foi sucesso de público e negócios

(ACIFI, em 27 de outubro de 2010)

Encerrada no sábado, a 2ª Feira de Negócios da ACIFI – Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu superou todas as expectativas dos organizadores. Segundo Elizangela de Paula Kuhn, presidente da ACIFI, antes mesmo do término do evento diversos expositores já buscavam a coordenação para reservar espaço para o próximo ano. “Foi muito melhor que a primeira feira e, portanto, estamos vindo em um processo de evolução”, atestou.
A presidente da ACIFI destacou, primeiramente, o sucesso de público, em torno de 7 a 8 mil visitantes nos quatro dias de evento. Segundo ela, a diversificação da programação foi um dos pontos preponderantes para o sucesso do evento que contou com palestras de renomados especialistas, rodadas de negócios, desfiles de modas, feira de exposições, Festival do Morango, Feirão do Imposto, entre outros.
As duas primeiras palestras gratuitas e com especialistas renomados como Max Gehinger e Clóvis Tavares atraíram quase quatro mil pessoas. Foi realizada na sexta-feira ainda outra palestra, igualmente interessante para o público, com Altemir Farinhas, sobre Equilíbrio Financeiro.
A Rodada de Negócios, promovida entre os expositores na manhã de sexta-feira, foi aprovada pelos participantes que puderam estabelecer contatos para negócios futuros. “A Rodada de Negócios superou as nossas expectativas, tanto que vários empresários vieram solicitar que a ACIFI promova rodadas de negócios independente da feira, na sede da associação”, revelou a presidente que incluiu a sugestão na proposta de trabalho a ser realizado no próximo ano. “Será um desafio que deveremos enfrentar para 2011”, afirmou.
A promoção conjunta com alunos de Design de Modas da UDC, o desfile de modas, intrigou os participantes pela sua proposta: aliar beleza e sustentabilidade. As peças utilizadas pelos modelos traziam material alternativo, como bexigas; filmes de fotografia e cinema; plásticos e outros artigos.
Os eventos paralelos tendem a crescer no próximo ano, segundo destacou Elizangela. “Queremos agregar à feira vários eventos paralelos para diversificação do público e para que sejam oferecidas mais atrações”, antecipou. Com isso, inevitavelmente, a Feira de Negócios 2011 tenderá a crescer em tamanho, principalmente no setor de exposições.   
Nesta segunda edição foram instalados mais de 40 estandes de empresas de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu. Conforme observou Elizangela, os expositores aprovaram o público que prestigiou a feira, formado por empresários e acadêmicos, foco de interesse dos expositores. Para dimensionar o grau de satisfação na feira de exposições, a ACIFI elaborou um questionário de avaliação que foi respondido pelos expositores, e cujo resultado será conhecido no final desta semana. “A avaliação é bem completa, incluindo perguntas sobre horário e público, até se os expositores têm interesse em compor a comissão organizadora do ano que vem”, explicou Elizangela.
Ela acredita que a avaliação será positiva, pois muitos empresários já haviam se oferecido para atuar na comissão e ajudar no trabalho antes mesmo de entregarem o questionário de avaliação. “Muitos expositores saíram do evento realmente satisfeitos. A Refrimar (a única empresa de Santa Terezinha de Itaipu a participar da feira) recebeu em seu estande várias pessoas do Paraguai”, comentou. “E já há reservas confirmadas para a Feira de 2011”, completou.