Assinado contrato para projeto arquitetônico da nova sede

(ACIFI, em 1 de dezembro de 2010)

A presidente da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu – ACIFI, Elizangela de Paula Kuhn, e o primeiro vice-presidente da associação, Roni Temp, assinaram na noite de segunda-feira um contrato com a empresa Costa, Fizinus, Schimitt Arquitetura e Construção Ltda., para que seja elaborado o projeto arquitetônico e de engenharia da nova sede da entidade. Conforme ressaltou Temp, que trabalha o projeto para ampliação da sede da ACIFI desde o primeiro semestre deste ano, juntamente com o representante do Sinduscon-Oeste, Márcio Marcon, a escolha da empresa foi realizada pela diretoria de forma unânime e, portanto, criativa e democrática.
“Cada empresa que concorreu à prestação desse serviço teria de responder uma pergunta básica: porque quero construir a nova sede da ACIFI, sendo que a resposta escolhida foi a apresentada pela empresa dos jovens profissionais André Diquel Schimitt, Leandro Teixeira Costa e Cleverson Luiz Fizinus”, explicou.
A proposta da ACIFI é construir a nova sede no terreno de 1.200 metros quadrados adquirido ao lado da atual sede da ACIFI. Pretende-se que a construção seja um prédio misto, com alas comerciais e residenciais. “Dessa forma, a venda dos apartamentos vai custear a obra, inclusive da sede da associação”, afirmou Temp. Esse foi o modelo adotado com sucesso pela Associação Comercial e Industrial de Cascavel, quando da construção da atual sede da entidade.
“O modelo proposto é importante porque viabiliza a construção da nova sede da ACIFI sem aportes importantes por parte da associação”, observou Elizangela. Ela destacou o trabalho desenvolvido por Temp e Marcon, envolvidos durante este ano em constantes reuniões realizadas com segmentos imobiliários para definição do produto, e também em diversos deslocamentos para Cascavel, visando conhecer o processo desenvolvido pela associação na construção do seu prédio próprio.
O prédio deverá ter 20 andares, sendo que o térreo e os primeiros dois andares serão reservados a ACIFI. A ala residencial terá quatro apartamentos por andar, com três quartos, uma das opções mais procuradas no mercado imobiliário. “Após conhecermos o projeto, todos nós seremos vendedores do empreendimento”, concluiu Temp.