ACIFI entra na luta pela implantação do curso de Medicina da Unioeste em Foz

(ACIFI, em 6 de setembro de 2011)

Diretores, conselheiros e empresários associados à ACIFI – Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu estiveram reunidos na segunda-feira com o reitor da Unioeste, Alcebíades Orlando, além da diretora do campus de Foz, Renata Camacho Bezerra, para discutir a evolução das ações em prol da instalação do curso de Medicina, da Unioeste, em Foz do Iguaçu.
A convite da ACIFI, também participaram do encontro diversos representantes das entidades da sociedade civil organizada que compõem o Conselho Político formado no ano passado, bem como o vice-prefeito Chico Brasileiro; o assistente do diretor-geral da Itaipu, Joel de Lima; o ex-deputado estadual Chico Noroeste; o vereador Nilton Bobato, dentre outros.
Elizangela de Paula Kuhn afirmou que a classe empresarial e as entidades iguaçuenses vão defender essa bandeira que é, indiscutivelmente, muito importante para a cidade, não somente para a consolidação do pólo estudantil que vem se formando com as instituições de ensino superior, públicas e privadas, como também para garantir mais médicos e profissionais de saúde para atendimento da população.
Conforme lembrou o reitor, nos próximos sessenta dias deverá ser encaminhado à Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais – ABRUEM um documento que demonstra a unidade e força da sociedade local para reivindicar esse curso. Neste período, a ACIFI mobilizará a sociedade de Foz e região para garantir apoio ao curso.
Alcebíabes Orlando enfatizou nunca antes houve um momento mais propício para a implantação de cursos nas áreas de Medicina e de saúde, uma vez que o Governo Federal demonstrou interesse nessa ação. Dentre eles a Ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que já se comprometeu a defender a destinação de verbas para o curso. E ainda, representantes do Ministério da Saúde que, por ser a fronteira o segundo destino de maior circulação de estrangeiros, praticamente impôs como exigência a montagem de uma estrutura de cursos na área de saúde, incluindo Medicina, nesta região.
A AMOP – Associação dos Municípios do Oeste do Paraná também apóia a iniciativa. A ACIFI vai buscar o apoio formal de todas as entidades que formam a Comissão Política coordenada pela ACIFI, incluindo lideranças religiosas, comunitárias, clubes de serviço, maçonaria, dentre outros.
Conforme o reitor, com apenas R$ 3 milhões é possível montar a estrutura de laboratórios necessária ao curso de Medicina em Foz, e a garantia orçamentária de pouco mais de R$ 300 mil anuais para manutenção do quadro de professores.
Imediatamente após a exposição do reitor, e do pronunciamento de algumas autoridades, foi selado o compromisso da ACIFI na defesa do curso, bem como a parceria na série de ações para reivindicar o curso junto aos governos Estadual e Federal.
Para agilisar a ação, consolidar números e informações visando embasar a campanha, foi montado um grupo técnico de trabalho que será integrado pelos seguintes representantes: a presidente da ACIFI, Elizangela; o vice-prefeito, Chico Brasileiro; o presidente do Conselho Superior Deliberativo da associação, que também coordena a Comissão Política, Danilo Vendrusculo; Joel de Lima; vereador Nilton Bobato; ex-deputado Chico Noroeste; o diretor Administrativo da ACIFI, Rogério Böhm; e o professor Fernando, da Unioeste.