Tecnologia da Informação e alimentos foram temas do É Gente Nossa! de setembro

(ACIFI, em 30 de setembro de 2011)

Os associados que participaram nesta segunda-feira (dia 26) da edição de setembro do projeto É Gente Nossa! puderam conhecer um pouco mais sobre empreendimentos de dois setores bem distintos: tecnologia da informação e industrialização alimentícia. Neste projeto que proporciona aos associados uma oportunidade de trocar experiências comerciais, ampliar a rede de contatos e conhecer as formas de superação de estabelecimentos consolidados na cidade.
A primeira empresa a se apresentar foi a Prognus Informática, nascida em maio de 2005, ainda na forma de cooperativa e com 16 sócios, com o objetivo de oferecer no mercado soluções de programas para empresários. De acordo com o sócio proprietário Edney Matias da Silva, uma das primeiras ações, enquanto a empresa ainda estava encubada no PTI – Parque Tecnológico Itaipu –  foi trabalhar com software livre, para a Itaipu Binacional. Ele defende o software livre principalmente porque oferece custo reduzido. Aos poucos a empresa foi galgando espaço nesse universo, ampliado nas participações do Latinoware, evento que coloca em visibilidade todas as ações e produtos do setor de informática. Foi na Latinoware que os sócios conheceram as oportunidades do Expresso Livre, da Celepar, hoje um dos principais produtos da empresa.
Com a criação do Núcleo de Tecnologia da Informação, e a realização do Planejamento Estratégico, é que o setor ganhou impulso e hoje ocupa espaços importantes para divulgação, como o estande na 3ª Feira da ACIFI, promovida no início deste mês.
Elder Luiz Razera e seu filho, Samuel Razera, apresentaram a Apiacere, empresa que atua com sorvetes e massas em Foz do Iguaçu. Apesar de estar radicada em Foz desde 1992, a concepção da empresa nasceu muito tempo antes, em 1984, quando Elder, então bancário, e sua esposa decidiram montar um negócio próprio para a tão sonhada independência financeira. Ainda na cidade de Davi Canabarro, no Rio Grande do Sul, instalaram a fábrica Sorvetes D´Itália. Em 1987, o plano de expansão levou o casal a propor sociedade com um irmão de Elder, na cidade de Pinhalzinho, em Santa Catarina. Nascia a Indústria de Sorvetes D´Roma, que em três anos consolidou-se no ramo.
Em 1991, a família Razera veio a Foz do Iguaçu e decidiu investir na cidade devido à posição estratégica com a Argentina e Paraguai, e também por ser uma região de forte calor. Nascia a Sorvetes Apiacere, hoje com 450 pontos de venda em Foz e também presente nas cidades de Santa Terezinha, São Miguel, Matelândia e Cascavel.
A presidente da ACIFI, Elizangela de Paula Kuhn, agradeceu a participação dos empresários, destacando a atuação de Edney no Núcleo de Tecnologia da Informação da ACIFI, bem como a perseverança no modelo de empresa familiar da Apiacere.