ACIFI pede apoio da Assembleia ao Curso de Medicina na Unioeste de Foz

(ACIFI, em 21 de outubro de 2011)

Três das principais reivindicações da classe empresarial e da sociedade iguaçuense, que beneficiam também a região Extremo Oeste do Paraná, foram defendidas pela Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu, em nome de 28 entidades representativas da cidade, na 5ª sessão de interiorização da Assembleia Legislativa do Paraná, realizada em Foz. São elas: apoio à extensão do curso de Medicina para o campus da Unioeste em Foz do Iguaçu; mais recursos à política pública de turismo e construção de viadutos.
A presidente da associação, Elizangela de Paula Kuhn, usou a tribuna da sessão de interiorização para reforçar as três reivindicações, mas devido às questões de limitação de tempo, aprofundou a defesa do curso de Medicina. “Pleiteamos o apoio desta casa ao Curso de Medicina no campus da Unioeste de Foz do Iguaçu”, solicitou a presidente. Ela destacou a importância do curso de Medicina para aumentar o número de profissionais para atuar na cidade e atender “uma população de 800 mil pessoas, considerando a população da região Extremo Oeste do Paraná, dos brasileiros que residem no Paraguai e ainda, a circulação de turistas de turistas do mundo inteiro”.
Hoje conta com 456 médicos, muito abaixo do que preconiza a OMS, que é de um médico para cada mil habitantes. Hoje temos um médico para cada 1.748 habitantes, é a pior média do Estado do Paraná e é a única cidade deste porte que ainda não tem um curso de medicina.
É necessário registrar que (o curso poder ser viabilizado) com investimento de R$ 3 milhões para implantação do primeiro e segundo ano do curso, tendo em vista o acordo com a Itaipu, muito parceira nesse pleito, para a cedência do Hospital Ministro Costa Cavalcanti para atuar como Hospital Escola e da existência da infraestrutura na Unioeste devido ao Curso de Enfermagem.
Com muito pouco recurso, uma população de 800 mil pessoas pode ser beneficiada e contamos com a sensibilização desta casa.
A questão dos viadutos foi defendida na sessão de interiorização pelo arquiteto urbanista Alexandre Balthazar, que representa a ACIFI no Conselho das Cidades. Já a questão do turismo, foi abordada pelo presidente do Comtur – Conselho Municipal de Turismo, Jaime Nascimento.
Além da presidente da ACIFI, também acompanhou a sessão itinerante o primeiro vice-presidente da entidade, o empresário Roni Temp.