Reafirmação de parcerias marca posse da nova diretoria da ACIFI

(ACIFI, em 16 de dezembro de 2011)

Cerca de 400 pessoas convidadas prestigiaram a posse da nova diretoria da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu – ACIFI, realizada na noite de quinta-feira, dia 15, no Hotel Mabu. Elizangela de Paula Kuhn passou a presidência para Roni Carlos Temp, que vai dirigir a entidade no biênio 2012-2013. Foram empossados ainda 35 diretores e membros dos conselhos Fiscal e Superior Deliberativo da entidade que completou em julho passado 60 anos de serviços à classe empresarial.
O reconhecimento às ações desenvolvidas pela diretoria comandada por Elizangela e os votos de sucesso para a nova diretoria e ao novo presidente foram manifestados por todas as autoridades que compareceram à cerimônia. Compuseram a mesa Orestes Hotz, representando o SEBRAE/PR, Khaled Nakka, presidente da Caciopar que representou a FACIAP, o delegado Rafael Dolzan, da Receita Federal de Foz, o diretor geral do lado brasileiro da Itaipu, Jorge Samek, o presidente da Câmara, Edílio Dall´Agnol e o prefeito Paulo Mac Donald Ghisi.
Todos eles destacaram as ações promovidas pela gestão 2010/2011, com ousadia, persistência e espírito de união, e
reiteraram a manutenção das parcerias também com a nova gestão. 
Agradecendo aos diretores, colaboradores e, principalmente à sua família pela compreensão de tantas ausências nos últimos dois anos para cumprir compromissos da ACIFI, Elizangela despediu-se da presidência enumerando diversas ações desenvolvidas. Dentre eles a parceria com o PTI, o Cidadão Legal, realizado com a Receita Federal, o Mutirão de Formalização que fez surgir a Casa do Empreendedor, dentre muitas outras.
O presidente eleito, Roni Temp, recordou suas expectativas com relação à cidade há 18 anos, quando se instalou em Foz. “Naquela época já tínhamos uma idéia do quanto poderia ser feito para que nossa cidade se transformasse em um lugar melhor para se viver e trabalhar; e o crescimento de nossa empresa deve-se a essa visão”, destacou Temp, que se associou à ACIFI em 1995.
Ele passou a integrar a direção da ACIFI, a convite do ex-presidente Tibiriçá Botto Guimarães, em 1999, quando fez parte do Conselho do Jovem Empreendedor e pode conhecer as pessoas que dirigiam a entidade. “Nestes últimos doze anos foram poucas as semanas em que não estive presente nas reuniões de diretoria ou de trabalho, sempre de grande importância para nossa classe empresarial ou para a nossa cidade”, destacou o novo presidente.
Dentre as ações mais importantes, destacadas por Roni Temp nesses doze anos de atuação na ACIFI, está o desenvolvimento do ITAI – Instituto de Tecnologia Avançada e Inovação, do qual a ACIFI é apoiadora e que serviu como embrião ao PTI – Parque Tecnológico Itaipu. Temp destacou ainda a participação no grupo de estudos para a revitalização da aduana com o Paraguai, “um sonho da época que se tornou realidade e deve melhorar ainda mais, com a revitalização da Ponte da Amizade e Projeto do Parque Linear da Beira Rio”. O novo presidente frisou ainda a participação na criação e acompanhamento do crescimento do SICOOB, “cooperativa criada dentro da ACIFI que veio para ser um apoio financeiro ao empresário, da qual também faço parte da diretoria. Essa cooperativa tem distribuído a seus cooperados em torno de meio milhão de reais todos os anos e que queremos que seja sempre o grande parceiro desta instituição que o criou”, reiterou.
O novo presidente ressaltou que existem grandes desafios a partir de 2012, um deles assumido publicamente: aumentar em pelo menos 50% o quadro associativo da entidade. “E, para isso, teremos que trabalhar para conscientizar os nossos colegas empresários que ainda não são associados, da importância de participar e informar quantos benefícios terão em fazer parte de nosso quadro associativo, usando sempre a filosofia de que Juntos somos mais fortes”, afirmou.

Nova Sede – Outro desafio será a construção da nova sede da ACIFI, um projeto arrojado cujo lançamento deverá ocorrer em março de 2012. A construção mista – ala comercial e a ala residencial, com 72 apartamentos – vai permitir a viabilização da nova sede de 3,5 mil metros quadrados. “Desde já convidamos todos os que queiram investir em sociedade com a ACIFI, a adquirir um apartamento em um edifício moderno, com excelente localização, no atual endereço da associação”, ofereceu o novo presidente, que na gestão de Elizangela coordenou os primeiros estudos de projetos arquitetônico e complementares. Já existem vinte inscritos para aquisição dos apartamentos, antecipou Temp. “Nosso sonho é ter o mesmo sucesso que teve a associação comercial de Cascavel que está com sua nova sede em fase de conclusão e vendeu todo seu prédio no dia do lançamento”, acrescentou.
Destacando a necessidade de a classe empresarial assumir o controle das ações e projetos em prol da economia, com seriedade e senso de cidadania, afirmou que a ACIFI tem cumprido este papel em seus 60 anos de história. “Sou testemunha deste trabalho em todos os anos em que participo deste movimento associativista, mas sei que ainda existem pessoas que acreditam que a sua realidade possa mudar independente do seu esforço próprio e ficam esperando que alguém resolva seus problemas. Nós empresários temos a obrigação de fazer a nossa parte e brigarmos por nossas causas. Já não basta somente cuidarmos bem de nossas empresas, temos que lutar para que o ambiente empresarial e nossa cidade sejam os melhores lugares possíveis para termos o retorno de nossos investimentos e para que tenhamos sempre a melhor aplicação dos nossos impostos”, exortou o novo presidente. No entanto, Temp observa a importância da participação na construção desse futuro melhor.
Na noite de posse, o novo presidente rendeu homenagens a ex-presidentes com os quais conviveu nos últimos doze anos: o saudoso Tibiriçá Botto Guimarãos, Arnaldo Bortoli, Wanderley Teixeira, Rodiney Alamini e Elizangela de Paula Kuhn. “Todos me servirão como exemplo e inspiração, e os quais tenho admiração muito especial pelo que fizeram por nossa entidade e por nossa cidade”, finalizou.

Diretoria – A nova diretoria é composta por 36 membros, entre vice-presidentes e conselheiros. Oficialmente, eles passam a exercer a função a partir de janeiro de 2012. Cada vice-presidente presente recebeu um certificado das mãos do presidente Roni Temp que, na sequência, apresentou ao público os conselheiros Fiscal e Superior Deliberativo da entidade.
São eles: João Batista de Oliveira, primeiro vice-presidente; Jackes Liston, segundo vice-presidente; Manuele Fritzen, terceiro vice-presidente; Carlos Antonio Moretti Michelon, vice-presidente de Finanças e Patrimônio; Rogério Soares Böhm, vice-presidente Administrativo; Maria Erni Geich, vice-presidente de Serviços, Convênios e Benefícios; Welber Wilson Santin, vice-presidente de Comércio e Cooperativismo; Mário Moroginski, vice-presidente de Infraestrutura e Logística; Mário Alberto C. de Camargo, vice-presidente de Comércio Exterior; Valdirlei Baranoski, vice-presidente – Conselho da Mulher Empresária e Executiva; Haralan Mucelini, vice-presidente – Conselho Jovem Empreendedor; Luiz Antônio de Lima, vice-presidente de Contabilidade, Auditoria e Perícia; Pedro Tenerello, vice-presidente – Arbitrafi; e Enio Eidt, vice-presidente de Hotelaria e Turismo.
Para o Conselho Superior Deliberativo assumiram Danilo Vendruscolo, como presidente; Walter Venson, como secretário; Célia Neto Pereira da Rosa; Derseu de Paula; Ivone Barofaldi Silva; Graciella Baranoski Flório; Fábio Hauagge do Prado; Casper Raggi; Kamal Osman; Paulo Pulcinelli Filho; Carlos Antônio da Silva; Mahmud Abdo Rahal; Valentin Nadal da Silva; Joel de Lima; e Orlando Aristides Arce Morales.
Já o Conselho Fiscal será integrado por Elias João Dandolini; Antônio Luiz Breda; Elizabeth Arrais de Oliveira; José Zoboli; Amauri C. O. Nascimento; e Vitório Sikora.