NOVA DIRETORIA DEFINE AÇÕES PARA 2012

(ACIFI, em 20 de janeiro de 2012)

Aconteceu nesta semana a primeira reunião da nova diretoria da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu – ACIFI, eleita em novembro para a gestão 2012-2013. No encontro que contou com a presença da maioria dos novos diretores, foi lido o documento que reúne as ações resultantes do planejamento estratégico realizado no final do ano passado. As definições acontecerão na próxima reunião, agendada para o dia 23.
No entanto, adiantou o presidente da ACIFI, Roni Temp, algumas metas já estão definidas. Uma delas será estabelecer um cronograma para o projeto da construção da nova sede da ACIFI. “Queremos fazer o lançamento desse projeto ainda no primeiro semestre deste ano”, destacou Temp. Os projetos arquitetônico e complementares já estão praticamente concluídos. Além da sede administrativa da ACIFI, também serão construídos apartamentos residenciais que atendam as necessidades do mercado.
Na reunião também foi definida a necessidade de se estabelecer uma política de marketing para ampliar a comunicação com os associados e também motivar os empresários a se associarem. “Queremos que todos conheçam melhor nossos produtos e serviços e, principalmente, as vantagens em ser associado da ACIFI”, destacou.
Um dos objetivos da nova diretoria é criar canais de aproximação com o micro e pequeno empresário, e abrir as portas para que possam contribuir com sugestões, trazer suas necessidades e trocar experiências para que se conheça melhor as expectativas deles em relação à associação.
Uma das propostas surgidas na reunião desta semana foi incluir entre as metas uma política de ação em prol também do segmento industrial. “Precisamos traçar ações para incentivo a novas indústrias não poluentes, mas também estreitar relacionamento com as indústrias existentes”, sugere o primeiro vice-presidente, João Batista de Oliveira. A sugestão foi apoiada pelo diretor de Indústria, Infraestrutura e Logística, Mário Antonio Morogisnki. Ele comentou que somente no Distrito Industrial são gerados mais de 1 mil empregos e destacou que uma forma possível é buscar os mesmos benefícios adotados pela política de atração de indústrias desenvolvida pela FIEP – Federação das Indústrias do Estado do Paraná.
Também foi discutida na primeira reunião, dentre muitos outros assuntos, a possibilidade de a ACIFI “adotar” uma praça na região central para atender a política de responsabilidade sócio-ambiental que já vem sendo empreendida desde a gestão anterior e um estudo sobre a emissão de carbono decorrente das atividades operacionais e administrativas da associação. “A adoção de uma praça pode ser uma forma de compensação das emissões de carbono”, sugeriu a terceira vice-presidente da ACIFI, Manuele Fritzen. A sugestão, aprovada por todos os presentes, também será incluída no plano de metas a ser estabelecido no dia 23.