CONSELHO DA ACIFI APROVA ORÇAMENTO E MANTÉM BANDEIRAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA CIDADE

(ACIFI, em 2 de março de 2012)

Os novos membros do Conselho Superior Deliberativo da ACIFI (Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu) eleitos em novembro do ano passado, realizaram a primeira reunião ordinária de 2012 nesta quinta-feira, tendo na pauta a aprovação das diretrizes estratégicas para a gestão 2012-2013, o orçamento a ser executado este ano e o prosseguimento de ações e projetos importantes para o desenvolvimento socioeconômico de Foz do Iguaçu.
“Este ano será de muito trabalho, não somente para a diretoria da ACIFI, mas também para nós conselheiros porque temos muitos projetos para serem desenvolvidos”, afirmou o presidente do Conselho Superior Deliberativo, Danilo Vendruscolo, ao saudar os conselheiros. “É bom termos de volta algumas pessoas e de compor um grupo que tem condições de produzir muitas coisas boas. Queremos ser um conselho atuante porque é muito trabalho em cima da diretoria. Estamos vivendo um momento extraordinário e dependerá da competência da ACIFI poder contribuir com a implantação de projetos importantes para a classe empresarial e a cidade, como um todo”, acrescentou.
Vendruscolo referia-se, entre outras ações, ao projeto de revitalização e iluminação da Ponte da Amizade, bem como ao projeto do Parque Linear, que propõe uma completa transformação das margens do Rio Paraná, desde a usina da Itaipu até o Marco das Três Fronteiras.
O presidente do Conselho também recordou das 18 bandeiras de luta apontadas pela sociedade em 2010, por meio de 25 entidades representativas da sociedade, das quais quatro foram destacadas para serem trabalhadas com maior ênfase e nível federal, e outras quatro, em nível regional. O objetivo era colocar em votação serem mantidas ou substituídas por outras que os novos conselheiros julgassem mais adequadas. Todas foram mantidas e serão repassadas a todos os candidatos ou agremiações políticas que participarem do pleito deste ano.
As bandeiras e metas estaduais são: duplicação da BR 277, no trecho entre Medianeira a Cascavel; construção de viadutos ou trincheiras no perímetro urbano da BR 277 em Foz; apoio ao município em ações que visem a elevação do teto do SUS; e a segurança, com a criação do Batalhão de Fronteira que acabou sendo viabilizado em Marechal Cândido Rondon.
A segurança e a elevação da cota do SUS também são bandeiras e metas federais, além da revitalização do Aeroporto Internacional e Foz do Iguaçu e do aumento do efetivo de órgãos que atuam na região aduaneira, como as Receita Federal, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, dentre outros.
Planejamento estratégico – Ao lado do presidente da ACIFI, Roni Temp e de alguns diretores, Vendruscolo explicou que a ACIFI vem contabilizando grandes feitos, nas últimas gestões, institucional e administrativamente. Ele destacou que conquistas como a ISO 9001:2008; a portaria que beneficia as comerciais exportadoras de todas as regiões de fronteira – reivindicação da ACIFI junto à Receita Federal -, dentre outras, antecipam a visão estratégia da associação, que é tornar-se referência nacional até 2015.
Para dar prosseguimento a esse trabalho, os conselheiros conheceram – e aprovaram – o planejamento estratégico, cujos indicativos e ações foram atualizadas recentemente pela nova diretoria. Vendruscolo enfatizou que a promoção de serviços para atender as necessidades do associado será uma das diretrizes desta gestão, buscando atingir a meta de ampliar em 50% o quadro de associados até 2013.
Uma das metas é agregar mais serviços para aumentar o interesse do empresário em se associar, conforme afirmou Roni Temp. Para tanto, foram desenvolvidas diversas ações, como a reafirmação da parceria com o Sicoob, cooperativa de crédito que nasceu de uma iniciativa da ACIFI; contratação de empresa de telemarketing para buscar aproximação dos empresários e aumentar o quadro associativo; dentre outras.
Participaram da reunião os seguintes conselheiros: Casper Raggi; Graciella Baranoski Flório; Orlando Aristides Arce Morales; Paulo Pulcinelli Filho; Valentin Nadal da Silva; Kamal Osman; Célia Neto Pereira da Rosa; Fábio Hauagge do Prado; Mahmud Abdo Rahal; Ivone Barofaldi Silva e Walter Venson (secretário). Também prestigiaram a reunião o ex-presidente da ACIFI, Rodiney Alamini, e os diretores Rogério Böhm; Carlos Michellon e Maria Erni Geich.