ACIFI, SINDHOTÉIS E SECOVI PROPÕEM MUDANÇAS NA COBRANÇA DO LIXO

(ACIFI, em 25 de abril de 2012)

O presidente da ACIFI, Roni Temp, juntamente com entidades empresariais como o Sindhotéis e o Secovi, apresentaram propostas de alteração ao anteprojeto do plano de saneamento básico do município, que terá como proposta a gestão integrada dos resíduos sólidos, captação e distribuição de água, coleta e tratamento do esgoto de Foz do Iguaçu. Uma das mais importantes reivindicações é quanto ao critério para o cálculo da taxa do lixo.
Roni Temp afirma que o atual sistema de cobrança é feito com base na metragem do espaço físico ocupado pela empresa. “Isso é injusto porque aquele que gera 100 quilos paga o mesmo que aquele que gera dez quilos de lixo porque ocupam o mesmo espaço”, justificou. As entidades que estiveram reunidas nesta terça-feira, na sede da ACIFI, sugerem a cobrança ou por volume (metro cúbico) ou por quilo.
Também a propriedade do lixo gerado é questionada pelas entidades. Hoje, todo o lixo deve ser entregue à cooperativa ou associação de catadores. Os empresários querem a liberdade para doar ou para essas entidades, ou dar outra destinação, desde que seja correta e adequada às normas e legislação.
“Participamos da primeira audiência e conseguimos a cópia da proposta do plano; estudamos e definimos algumas propostas que foram ratificadas na reunião desta terça-feira (dia 24)”, destacou o presidente da ACIFI. Neste encontro estiveram presentes o presidente do Sindhotéis, Carlos Silva; o presidente do Secovi, Jilson Pereira; e o diretor da Secretaria do Meio Ambiente e Obras, Marco Aurélio Alexandre.
“A ACIFI está acompanhando essa questão desde 2007, quando teve de entrar com ação na justiça contra a exigência da assinatura do TAC (Termo de Ajuste de Conduta) do lixo. Em 2010, a pedido da ACIFI, o Observatório Social fez um estudo sobre a taxa do lixo, onde foram apontados três tipos de cobrança. Esse estudo foi entregue na Secretaria da fazenda e nunca tivemos resposta”, recordou. Por isso, o presidente da ACIFI avalia como muito oportuna a discussão sobre a gestão integrada da água, esgoto e gerenciamento de resíduos sólidos e garante que participará da audiência pública nesta quinta-feira (dia 26). “Os associados também estão convidados a participar da audiência”, finalizou. A reunião terá início às 14 horas, na Câmara de Vereadores.