ENQUETE SERÁ PRORROGADA ATÉ QUARTA-FEIRA (20)

(ACIFI, em 13 de junho de 2012)

O associado terá mais uma semana para participar do processo de escolha do nome para o novo edifício que sediará a ACIFI. Por determinação do presidente Roni Temp, a enquete ficará disponível no site da ACIFI () até quarta-feira, dia 20. Nessa enquete o associado pode votar em quatro opções para o novo prédio, e ainda, sugerir um nome para apreciação.
Até o momento, a preferência dos associados é por Edifício Omoiru (que significa associação em guarani), que obteve 41,67% dos votos; seguido de Edifício Viva Foz, com 33,33%; Edifício das Américas, com 16,67% e Edifício das Nações, com 8,33% da preferência dos associados.
A diretoria quer concluir o levantamento para que o projeto da nova sede tenha sugestão de nome no dia do lançamento, previsto para o dia 11 de agosto, durante o 3º Jantar do Empresário e o Baile do Rubi.
“Queremos a contribuição de todos os associados para que a escolha seja o mais democrática possível”, ressaltou o presidente da ACIFI, responsável pelo acompanhamento do projeto da construção da nova sede há mais de um ano.
Temp destaca que o projeto de edifício misto foi aprovado pela diretoria e conselheiros porque a venda das unidades residenciais vai custear a obra da nova sede da ACIFI. Projeto é semelhante ao desenvolvido pela Associação Comercial de Cascavel.
“Já estão concluídos os projetos estrutural, hidráulico e elétrico. Agora estamos finalizando a etapa de montagem do orçamento para estimativa de custo da obra”, explicou o presidente. Por isso, o preço final para comercialização dos apartamentos ainda não pode ser determinado.
A ala residencial contará com 68 apartamentos de mais de 100 metros quadrados, com três quartos, sendo uma suíte. A especificação dos apartamentos foi determinada pela demanda do mercado, segundo consulta ao Núcleo de Imobiliárias do Projeto Empreender da ACIFI. Com a venda dos apartamentos, a associação conseguirá uma sede moderna e compatível com as necessidades funcionais da entidade. “A sede funcionará em uma ala completamente separada, de três pavimentos”, antecipou o presidente. A administração e a construção da nova sede e da ala residencial serão desenvolvidos por uma Sociedade de Propósito Específico.