Garantioeste libera R$ 5,4 milhões em cartas de aval

(ACIFI, em 26 de setembro de 2012)

Mesmo operando há apenas um ano e meio, a Sociedade Garantidora de Crédito Garantioeste acumula bons resultados no Oeste do Paraná. O presidente Augusto José Sperotto, de Toledo, informa que já foram liberados R$ 5,42 milhões em cartas de aval a empresas de várias cidades da região. O atual saldo do fundo de risco é de R$ 7,27 milhões e o disponível para novas operações é de R$ 1,78 milhão.

A SGC foi criada com o objetivo de oferecer cartas de aval principalmente a pequenas e a microempresas que têm dificuldade de acesso a crédito. “Com a carta em mãos, liberada após o vencimento de etapas de análise e técnicas, a empresa consegue recursos com taxas e prazos ainda melhores. Esse é outro dos sintomas já possíveis com a Garantioeste, de redução do custo do dinheiro a quem precisa de crédito para fazer sua empresa crescer e gerar novas oportunidades”, conforme Sperotto.

Durante encontro da Caciopar no fim de semana em Missal, o presidente da SGC informou também as cidades onde as maiores somas de recurso foram liberadas: Toledo, R$ 3,1 milhões; Foz do Iguaçu, R$ 1,9 milhão; Cascavel, R$ 1,2 milhão, Guaíra, R$ 439 mil, e Assis Chateaubriand, com R$ 167 mil. O número de associados chega a 377, desses 158 em Toledo, 104 em Cascavel, 72 em Foz do Iguaçu, 15 em Guaíra e 9 em Assis. Do total, 7 são pequenas empresas, 260 microempresas e 110 microempreendedores individuais.

Além de apresentar os números da Garantioeste, Augusto Sperotto pediu aos presidentes de associações comerciais que contribuam com o contínuo processo de crescimento do projeto, que é o primeiro do gênero na região Oeste e um dos pioneiros do País. “Apesar de os trabalhos ainda estarem no seu início, os resultados da SGC são exemplo para o Brasil”. A SGC foi criada pelo Sebrae, Faciap, Caciopar, IDR-Oeste e associações comerciais de Toledo, Cascavel e Foz do Iguaçu.

COMPARTILHAR: