ACIFI e Observatório Social celebram rejeição da PEC 37

(Andrea David, em 28 de junho de 2013)

O promotor de Justiça, Luis Marcelo Mafra, o presidente da ACIFI, Roni Temp e presidente do Observatório Social, Antonio Derseu de Paula

O promotor de Justiça, Luis Marcelo Mafra, o presidente da ACIFI, Roni Temp e o presidente do Observatório Social, Antonio Derseu de Paula

A Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu – ACIFI – comemora a rejeição da PEC 37, na histórica sessão da Câmara dos Deputados do dia 25 de junho de 2013. Juntamente com o Observatório Social, a ACIFI deu início ao movimento de repúdio ao projeto de emenda constitucional em Foz do Iguaçu. Em abril, as duas entidades declararam seu apoio ao trabalho do Ministério Público e dos demais órgãos no legítimo exercício da investigação criminal.

No lançamento da campanha representantes da Procuradoria da República, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal e Promotores de Justiça estiveram presentes para esclarecer sobre as consequências desastrosas da PEC 37 para a nação. Várias outras instituições locais também se posicionaram e as universidades também ajudaram a mobilizar a sociedade contra a PEC 37.

Por 430 votos contrários e apenas 9 a favor, a Câmara derrubou a proposta. Na opinião do presidente da ACIFI, Roni Temp, a sociedade venceu uma importante batalha contra a corrupção e a impunidade no país e prevaleceu a vontade dos brasileiros. Ele também acredita que a atuação do Ministério Público e das outras instituições saem mais fortalecidos. “A votação, e em especial, o placar, foi uma clara resposta à pressão das ruas ao Congresso e aos movimentos, como esse que nasceu na ACIFI”, reforçou Temp.

COMPARTILHAR: