Fronteiras Cooperativas será lançado hoje

(Andrea David, em 10 de setembro de 2013)

Sebrae-PR-empresa-e-serviçosRepresentantes do Sebrae e de instituições municipais de Foz do Iguaçu, no lado brasileiro da tríplice fronteira, de Puerto Iguazu, na Argentina, e de Ciudad Del Leste, no Paraguai, discutem nesta semana o tema cooperação em favor das micro e pequenas empresas nas três cidades. O evento, marcado para esta terça-feira, dia 10, às 19 horas, no escritório do Sebrae/PR em Foz do Iguaçu, será o ponto de partida do Projeto Fronteiras Cooperativas.

 De acordo com o coordenador do Programa de Apoio à Cooperação Internacional (ACI), Luiz Antonio Rolim de Moura, o objetivo do Fronteiras Cooperativas é abrir frente de diálogo entre os municípios envolvidos. “Queremos incentivar as cidades para trabalharem com uma agenda positiva, com projetos e ações vistos como úteis e com possibilidades reais de execução, gerando, assim, um cenário favorável ao desenvolvimento”, explica o coordenador do Sebrae/PR.
De maneira colaborativa, destaca Rolim, pode haver o desenvolvimento da região de fronteira. “As três cidades são estratégicas para a soberania de cada país, tanto do ponto de vista econômico, de intercâmbio cultural, social ou empresarial. As oportunidades são inúmeras, assim como as necessidades de entendimento do território”, argumenta.
O Projeto pretende estabelecer uma discussão entre as ações e atividades já desenvolvidas na cidade de Foz do Iguaçu com o desenvolvimento de iniciativas que envolvam o relacionamento internacional. É uma proposta que visa o desenvolvimento da cultura de cooperação transfronteiriça e a viabilidade e atratividade internacional na região de fronteira.
O gerente regional do Sebrae/PR no oeste do Estado, Orestes Hotz, acredita que o Fronteiras Cooperativas vai atuar com a integração das três cidades, num diálogo produtivo e cooperativo. “Para que o Projeto aconteça, é fundamental o envolvimento das instituições governamentais e privadas que atuem junto à classe produtiva. No encontro, vamos dar início a esse processo, formando a base para o estabelecimento da governança do Projeto”, assinala Hotz.
Sem a adesão das lideranças, enfatiza o gerente regional do Sebrae/PR, o Projeto não consegue ir adiante. “Estamos no início de um diálogo e cada um deve se comprometer com uma parte do processo. Pretendemos estabelecer o espaço para debate e, a partir disso, construir juntos uma metodologia de trabalho. De início, uma das propostas pode ser a identificação de alguns setores que tenham certa afinidade e dinâmica de fronteira”, salienta.
Edinardo Aguiar é consultor do Sebrae/PR em Foz do Iguaçu  e acrescenta que o encontro vai ajudar com que ações bem-sucedidas possam ser intercambiadas. “O Sebrae/PR já tem projetos de desenvolvimento local, como o Cidade Empreendedora, e de integração entre municípios, como o Cidade Cooperativa. A ideia é trocar informações para poder traçar linhas de atuação conjunta”, reforça o consultor.
A reunião em Foz do Iguaçu para o lançamento do Projeto Fronteiras Cooperativas vai contar com a presença de representantes do Sebrae Nacional, Sebrae/PR e representantes de instituições públicas e privadas de Foz do Iguaçu, Puerto Iguazu e Ciudad Del Leste. A solenidade vai marcar a assinatura do acordo de resultados entre as instituições da tríplice fronteira para a implementação do Projeto.
(Sebrae/PR)

COMPARTILHAR: