Contadores recebem treinamento de novo sistema da Junta Comercial

(Andrea David, em 18 de dezembro de 2013)

IMG_6857_Cerca de 80 contadores participaram na manhã desta quarta-feira (18) de um treinamento na sede do Sindicato dos Contabilistas de Foz do Iguaçu (Sincofoz) sobre o novo sistema para preenchimento da Ficha de Cadastro Nacional/Requerimento de Empresário. As orientações da nova sistemática foram repassadas pelo relator Miguel Aguilera e assistente Mabel Regina dos Santos, do escritório regional da Junta Comercial do Paraná.

A partir do dia 1º de fevereiro, o sistema será obrigatório. “A orientação é de que os profissionais da área contábil passem a utilizar, antes da obrigatoriedade do procedimento”, alerta Mabel. Segundo ela, o novo sistema faz parte do Projeto Integrar que vai permitir que o empreendedor consiga todos os registros e licenças para abrir a empresa diretamente na Junta Comercial.

A primeira etapa foi implantada em abril deste ano. Empreendedores que buscam abrir uma empresa podem consultar pela internet a viabilidade de nome empresarial e deixá-lo reservado por até 90 dias. Desde que o serviço foi lançado, mais de 80 mil consultas. O preenchimento da FCN/RE é a segunda fase desse processo e a previsão é de que até o fim de 2014, as principais cidades do estado devem estar interligadas ao sistema que facilita a vida do empresário.

Redesim

O Projeto Integrar começou a ganhar forma ainda no ano passado, quando nove juntas comerciais, entre elas a do Paraná, assinaram um convênio para a Redesim – Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios. A Redesim tem como objetivo desburocratizar procedimentos. Para abrir uma empresa hoje, o empreendedor precisa passar por diversos órgãos de registro, fiscalização e licenciamento, como a Junta Comercial, as Receitas Federal e Estadual, prefeitura, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária, por exemplo. O programa tem como vantagens a economia de tempo, de dinheiro e a eliminação do retrabalho nos processos da Junta Comercial.

COMPARTILHAR: