Núcleo do Distrito Industrial apresenta ações e metas para 2015

(Andrea David, em 8 de dezembro de 2014)

Encontro na ACIFI buscou aproximação com secretaria de Indústria e Comércio

IMG_0101Treinamentos empresariais, iluminação pública e novas linhas de transporte coletivo fazem parte das ações que o Núcleo do Distrito Industrial pretende realizar por meio do Programa Empreender da ACIFI, com apoio do poder público. A apresentação do grupo e suas metas foi o tema central de uma reunião realizada com o secretário municipal do Trabalho, Desenvolvimento Socioeconômico, Indústria e Comércio, Paulo Tremarin. Entre as prioridades destacadas pelo coordenador do núcleo, Marco Casagrande, estão a solicitação da instalação da fibra ótica, por parte da Copel, e o reforço na segurança da área, por parte da Guarda Municipal.

Tremarin elogiou a iniciativa dos empresários que se uniram para criar o núcleo. “Precisamos de empreendedores que queiram produzir e gerar empregos, pois é esse desenvolvimento que o município de Foz do Iguaçu precisa”, afirma. O secretário lamentou o fato de que existe ainda um grande número de empresas em atividade que estão irregulares, por não cumprir os compromissos assumidos em contrato de aquisição do terreno.

Segundo ele, desde que assumiu a secretaria, em abril, a constatação é de que a grande maioria das empresas do Distrito Industrial do Morumbi tem mais áreas do que precisa. Diante desse cenário, a prefeitura está tomando providências para resgatar alguns terrenos e licitar novamente. “Já houve reintegração de áreas e a prioridade é regularizar tudo, até porque temos que prestar contas ao Ministério Público até 15 de janeiro”, alertou. Tremarin acredita que é possível que cada empresário seja chamado individualmente para prestar esclarecimentos ao promotor.

Para o diretor-executivo da ACIFI, Dimas Bragagnolo, reforçou o posicionamento da ACIFI em defender a legalidade e disse que é o momento do poder público e empresários juntarem forças para conduzir as ações de maneira técnica e promover melhorias de estrutura necessárias. “A formação do núcleo demonstra a boa vontade de empresários que obedecem aos requisitos da concessão e hoje estão organizados para fazer com que o Distrito Industrial se desenvolva”, salientou.

COMPARTILHAR: