Associado ACIFI | Kamalito

(Andrea David, em 20 de agosto de 2015)

Revista ACIFI traz o perfil de um dos mais antigos estabelecimentos associados à entidade.

Kamal Osman tem vários empreendimentos em seu currículo de comerciante: Loja Nova, Casa das Noivas e Infantil Center, mas é com o Kamalito, aberto em 1979, que ele mais se identifica. No início, nos três andares do magazine, as clientes podiam vestir e comprar brinquedos para os filhos, escolher roupas para os maridos, renovar o próprio guarda-roupa e ainda o enxoval da casa. Com o passar dos anos, o negócio foi adaptando-se aos novos tempos e, hoje em dia, os 1.800 m² da área de vendas são ocupados com araras e prateleiras de confecção feminina, masculina e infantil, sempre em sintonia com as tendências de moda mundial. “Damos preferência a produtos de qualidade, diversificados e a preços acessíveis”, resume o empresário.

Mestre na simpatia e no bom papo, Kamal aprendeu a profissão com o pai, Miguel – versão brasileira do nome de batismo do libanês Mahmoud Mohamad Osman. Quando deixou o Líbano, assim que chegou à pequena Assaí, no Norte do Paraná, junto com a mãe e as irmãs, na década de 60, Kamal recebeu do pai a tarefa de encarar o comércio de rua. O garoto de 11 anos, que mal sabia falar português, vendia três pares de meia a um cruzeiro. Num estalar de dedos, a banca virou um sucesso e, aos 15 anos, ele abriu a primeira loja.

“Meu pai deu aos filhos a liberdade de trabalharem, serem criativos e empreendedores. Era um homem simples, mas com muito conhecimento e sabedoria me ensinou a ser comerciante, digno, persistente e honesto”, conta.

Para ele, a banca de meias foi uma fase maravilhosa e que jamais será esquecida, porém de tudo o que construiu até hoje, é do Kamalito que mais se orgulha. “Em 36 anos de atividade, construí uma amizade maravilhosa com o povo de Foz do Iguaçu, e isso me encoraja a renovar cada vez mais e abrir a loja todos os dias”, afirma.

Já é de longa data a participação de Kamal em várias gestões da diretoria da Associação Comercial. “Pude acompanhar o trabalho de vários dirigentes, e cada um deixou sua marca, por isso que a ACIFI sempre traz novidades e luta por causas em favor do comércio e da indústria”, diz.

Como vice-presidente do Comércio, coube a ele fazer o convite para filiar Itaipu. “A maior indústria da cidade fez e faz a diferença na história da ACIFI, mas tão importante quanto a Itaipu é fundamental que empresas de vários setores e todos os tamanhos também participem, pois a realidade é outra quando estamos unidos e mobilizados”, avalia Kamal. Atualmente ele é o vice-presidente do Sindilojas e faz parte do Conselho Superior Deliberativo da ACIFI.

*Reportagem publicada na Revista ACIFI nº 7. Retire seu exemplar gratuitamente na sede da ACIFI ou leia a versão digital no site www.revistaacifi.com.br

COMPARTILHAR: