Foz debate projetos estruturantes com governo estadual

(Alexandre Palmar, em 1 de Março de 2019)

Lideranças empresariais de diferentes segmentos participam de reunião com representantes do governo estadual

Lideranças do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa do Paraná apresentaram os projetos estruturantes do Governo do Estado ligados a Foz do Iguaçu, nesta sexta-feira, 1º. A apresentação foi feita pelo líder do governo na ALEP, deputado estadual Hussein Bakri, e pelo superintendente de Governança, Phelipe Mansur.

Ambos destacaram que a prioridade do governador Ratinho Junior é implantar 26 iniciativas para melhorar a gestão pública em curto prazo. Entre elas a reforma administrativa, exonerações, critérios para nomeação, lei do compliance, além de medidas simbólicas como não reajuste do salário do governador, entrega de aeronave e fim da aposentadoria para governador.

Depois de concluir as 26 iniciativas, o Palácio Iguaçu iniciará 29 projetos estruturantes do governo para todo o estado. Mansur ressaltou as propostas relacionadas a Foz do Iguaçu e Extremo-Oeste do Paraná. A começar pelo Pacto de Desenvolvimento Sustentável (elaboração de lei específica aliando crescimento econômico e natureza).

Voltado à indústria do turismo, o Voa Paraná visa a reduzir o imposto sobre querosene utilizado pelas companhias aéreas. Em contrapartida, as empresas devem aumentar a quantidade e frequência de voos para o estado. “É uma determinação do governador, que quer trazer mais voos para Foz. Estamos em negociação com a Gol e a Latam; a Azul já usufrui o benefício”, informou Mansur.

A lista de projetos ligados ao munícipio inclui a criação de escolas militares (a exemplo do processo iniciado com o Colégio Bartolomeu Mitre); o estudo de viabilidade de instalar uma fábrica da Volvo Automóveis; a regulamentação da mídia indoor aeroportuária; iluminação de rodovias que cortam trechos urbanos; e festivais de inverno de cultura.

Apontada como a “menina dos olhos” pelo próprio Phelipe Mansur, a ligação com o Pacífico inclui uma ferrovia de Dourados (MS) a Paranaguá (PR). Segundo ele, Curitiba obteve uma autorização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para fazer um estudo visando a ligar a ferrovia a um ramal de Cascavel a Foz.

Líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado estadual Hussein Bakri afirmou que Ratinho Junior tem feito uma administração técnica e voltada à população. “Coloco-me inteiramente à disposição do prefeito, vereadores e órgãos da sociedade civil organizada. Queremos construir um grande projeto para Foz do Iguaçu”, frisou.

Reivindicações – Após a “explanação oficial”, o presidente do Conselho Superior da ACIFI (Associação Comercial e Empresarial de Foz), Valter Venson, mediou os pedidos de lideranças de diferentes setores econômicos. Entre eles: duplicação da BR-277 e da BR-469, construção de trincheiras e viadutos, além de melhorias no aeroporto, na sinalização, na segurança, na saúde e na educação.

Nesse sentido, o prefeito Chico Brasileiro contou ter participado de uma reunião com o governador, há duas semanas, na qual Ratinho Junior assumiu vários compromissos com o município. “Um dos compromissos do governador é a duplicação da Rodovia das Cataratas. Ele solicitará ao governador federal a estadualização da BR-469. Feito isso, o estado garante os recursos para duplicação”, mencionou o prefeito.

Organizado pela ACIFI, na sede do Sincofoz (Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade de Foz), o encontro também contou com a participação de secretários municipais e de pelo menos seis vereadores iguaçuenses, bem como de representantes do deputado estadual Soldado Fruet e do deputado federal Vermelho.

Registrou-se ainda a presença de representantes do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz), Comtur (Conselho Municipal de Turismo), POD (Programa Oeste em Desenvolvimento), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), OSFI (Observatório Social de Foz do Iguaçu), entre outras entidades de classe.

COMPARTILHAR: